11/09/2010

Minas também é peso

 Foto: Luh Braga

E lá vieram os @Festenkois pra ensurdecer o Espaço Alona, direto de BH. Provavelmente - só pelas primeiras impressões - será a banda mais pesada a passar pelos palcos das #PréviasDemoSul. O início do show começa intenso, porém com o microfone baixo, percebo o vocalista escancarando a voz, mas  quase nem ouço-o. 
O @Festenkois me lembra bandas gringas, tipo Slipknot, com clipes sujos como os do Prodigy. O baixo é marcante, tem um timbre que me remete ao SOAD. 

Foto: Renata Cabrera

Daqui de cima assinalo ao técnico da mesa de som sobre a voz de Rafael. Sem se mexer, ele me ergue os ombros e as mãos, como quem diz: "não posso fazer nada". Chamo-o com a mão. "Cara, a voz do vocal não tá legal, tá baixa". Que voz? - ele me responde atrás dos óculos. Faço-me de desintendido. Aí é só milagre, ele diz. Uso novamente a tática de desintendido. Ah, não me obrigue a falar.

Cada um retorna ao seu posto de trabalho e dirijo-me então às impressões do público. "Achei muito legal a banda, pesada, mas um pesado que dá pra entender aonde os caras querem chegar" - palpita Angélica, uma mestiça bonita que usa calças vermelhas e um vestido-camiseta de seda.

Daqui de cima vejo vários pescoços pra frente e pra trás. Uma vez, há um bom tempo, o João Gordo me disse: quando o barulho é bom, a galera pede mais". Perfeito. Minas também é peso.

2 comentários:

_\|/Ex.Hard disse...

Minas tambem é PESO?
Como assim? Quem conhece o bom e velho rock sabe que minas é berço de muitas bandas que variam desde o pop rock até o metal de peso do Spepultura, Chakal, Witch Hammer, Holocausto etc...
Recomendo a quem escreveu esse pouco caso ver um documentário que chama ruído das Minas pra começar entender de onde vem o PESO mineiro.

Renovier disse...

Exatamente!!!! E somos criados nesse berço, somos fãs e amigos dessas bandas citadas ae!!!
Essa raiz mineira tem que ser revaloriozada...

R. Menezi do Festenkois