19/08/2011

Hora do soninho *-*

A banda Salamanders se apresenta nas prévias do Festival Demo Sul já disparada na votação que acontece na plataforma TNB - Toque no Brasil. E depois do show que acontece na Vila Cultural Alona, comentam no QG da Cobertura Colaborativa que é difícil tocar música autoral, já que um dia é possível tanto tocar para 6 pessoas, como para 500.

Porém, um detalhe incomodou bastante a alguns de nós da Cobertura Colaborativa: um dos integrantes dormindo (muito) no sofá da Vila Cultural. Ora, se é difícil assim fazer som próprio, talvez fosse válido considerar as outras quatro bandas que se apresentam na noite. A resposta da banda é "todos nós fazemos outras coisas, mestrado, faculdade, trabalho". Pois bem, penso eu, que as outras quatro bandas - vivendo somente de música ou não - assim como todos nós da cobertura colaborativa, também. #ficaadica


9 comentários:

Lais Taine disse...

Aí não, hein! Eu to aqui acordada pra saber o que tá rolando nas prévias e quem tá na vila tá dormindo...

Tem algo de errado nisso!

Equipe SOTS Brasil disse...

Quanta prepotência nas palavras de vocês. Falam como se nunca tivessem em um estado físico que torna o simples ato de se manter em pé é uma grande batalha. Deveriam rever as palavras antes de fazer estes tipos de comentário, estes equívocos vão prejudicar a imagem da boa causa que estão trabalhando como também distorcem a imagem da banda. Não façam jornalismo barato, já estamos saturados desse tipo de informação.

Mare disse...

Jornalismo barato uma ova. É a segunda vez que a Salamanders se apresenta em Londrina e é a segunda vez que o mesmo integrante dorme! Na realidade não sei de onde ele tira tanta energia para o show, um show de meia hora que depois o cara senta para dar entrevista. A banda de Curitiba saiu as 9 da manhã na chuva de carro e super cansados, se apresentaram, assistiram TODOS os shows e ficaram lá até as 5 da manhã. As outras bandas de Londrina também prestigiaram até o fim. E aí? Qual deles demonstraram o melhor comprometimento com a cena autoral brasileira?

krau disse...

gente, claudio, o dorminhoco, falando, acho incrível como tanta coisa além da música chama atenção de vocês. eu estava, em ambas oportunidades, bastante cansado, e durmo em toda oportunidade que tenho em pré-show, se é isso que tava contando pro demosul, me desculpem, eu achando que era musica...

krau disse...

respondendo a moça acima, a energia pro show eu tiro das minhas power naps, tenta um dia, dá um gás!

Tatiana Oliveira disse...

Oi, pessoal, boa tarde!

Sou a Tati, autora do post. Gostaria de somar aos comentários que o trabalho da cobertura colaborativa é exatamente este: chacoalhar a galera através de vários olhares sobre um mesmo festival. Em nenhum momento questionei o som da banda, aliás, achei de excelente qualidade! E este foi apenas um dos diversos posts e colaborações da noite. Optei por não colocar fotos e nomes, mas a informação quando chegou à ilha da colaborativa foi através de uma pessoa que estava no público! Não queremos fazer jornalismo barato, sequer queremos fazer jornalismo, poxa! rs. A colaborativa - que não é jornalismo, publicidade, assessoria, ou resenha crítico-acadêmica - tá aqui pra lançar vários pontos de vista, comentários e peculiaridades sobre um mesmo festival que considera, claro, a boa música, mas agrega também outros tantos fatores. No mais, a Salamanders foi selecionada entre quase 400 bandas inscritas, o que faz com que todos nós fiquemos mais "acordados" nas próximas oportunidades. E vamo em frente, obrigado às considerações, todas sempre serão bem-vindas! Abs, Tati

Camila Rios disse...

Acredito que a colaborativa deve sim dar vários pontos de vista sobre o festival, e não ficar lambendo nenhuma banda.
Não acho que seja mancada o cara dormir.. MAs acho mancada, não sairem do fundo da casa por nada.. só para a própria apresentação. Fiquei até o final, mesmo tendo uma semana de cão...
Acho importante ouvir as outras bandas e dar força tbm... Aplaudir a si mesmo, é facil.

Nabis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cinthia disse...

Se a "falta de participação" de UM integrante de UMA banda teve tamanha repercussão (que mereceu um post falando apenas sobre isso), eu imagino que a organização do evento estava um tanto quanto carente de apoio. O papel do músico é primeiramente fazer um bom show, se o cara tava cansado e decidiu que tirar uma soneca seria melhor para o rendimento dele no palco, ótimo, sinal de profissionalismo. Melhor o rapaz cochilar antes do show que ficar "participando" e enchendo a cara pra subir ao palco trançando as pernas e errando notas (coisa que muito se vê por aí). Além disso, o blog é dedicado ao evento, o que quer dizer que as pessoas leem os posts para saber do andamento das coisas. Não queremos saber se os músicos dormiram, ajudaram a organização ou ficaram curtindo no meio do povo, queremos saber da qualidade dos shows e do feedback do público. Foco e profissionalismo. O moço da "hora do soninho" tem, mas pelo jeito ele é um dos poucos.