15/09/2010

Antecedendo o prato principal

Programação do Demo Sul devidamente apresentada, chegou a hora de contar à vocês como foi a coletiva de imprensa da manhã de hoje.
Antes de me adentrar a ela, permitam-me um ligeiro elogio sobre várias das bandas escolhidas para o festival desse ano.  Tive um considerável arrepio na espinha na noite que precedeu a coletiva que divulgaria oficialmente toda a programação do Demo Sul. Ao encostar as mãos no papel que o fez, o alívio: muito satisfeita com várias das bandas selecionadas.

Pata de Elefante, Bufalos d’água, Tom Zé, Pato Fu, Mombojó , Júpiter Maçã (com ou sem o Thunderbird? Conta pra gente, Marcelão! Haha), quanta gente grande reunida em um só festival. Além disso, tem a galera que foi selecionada nas prévias e também merece ser citada aqui. Como os meninos da banda Mescalha, Monkberry e Locodillos (que ainda não tive a oportunidade de ver o show, mas tenho grandes expectativas para que isso ocorra logo).  Ainda vale ressaltar as bandas que vem de fora do país para se apresentar no palco oficial do festival que, embora eu ainda não conheça suficientemente, trouxeram novamente aquele arrepio na espinha anterior à coletiva.

Na manhã de hoje, algumas das bandas vencedoras das prévias foram até o Espaço Alona e conversaram com a galera da cobertura colaborativa. Mas agora, com um pequeno adendo: como banda oficial do Demo Sul. Registramos tudo em vídeo (créditos ao Rafa, o câmera man preferido da cobertura colaborativa), que em breve estará disponível aqui mesmo, no blog.

Infelizmente não tive a oportunidade de conversar com o representante da banda Monkberry, mas tenho certeza que a Tati (Oliveira) deve ter trocado uma idéia legal com ele e que, possivelmente, será contada pra vocês em muito breve.

Cadeiras a postos, Rafa preparado para o play, todos devidamente munidos dos seus inseparáveis bloquinhos de anotações e lá vamos nós!
Começamos o dia entrevistando a banda mais votada das prévias: a Locodillos. Os meninos que, além de entrarem para o festival como banda oficial, levaram o clipe que será produzido pela Kinoarte. Quem representou a banda foram os integrantes Wagner, Cláudio e Max, que disseram já ter pensado na música que virará clipe. “A gente está entre duas músicas; uma ainda não tem nome, mas foi tocada no show das prévias, a outra se chama América”, contou Cláudio, guitarrista da banda.

Ainda em coletiva, os meninos falaram sobre como o Demo Sul e os outros – escassos – festivais que fazem a mesma linha são importantes para alavancar a carreira de músicos que se arriscam a fazer som próprio em uma cidade como Londrina, onde o cover ainda é predominantemente mais aceito pelo público.

Em seguida, quem subiu as escadas rumo a nossa “salinha de imprensa” foi a banda Mescalha, vencedores da terceira seletiva. Representados por Vitor, Medina e Paiva, os meninos, que já passaram pelo festival em 2008, demonstraram satisfação em poder tocar num dia em que passarão pelo palco músicos de peso como Tom Zé, Júpiter Maçã e Hocus Pocus.

Ao serem perguntados sobre como se destacar no cenário londrinense fazendo som próprio, disseram que a estratégia da banda desde o início foi  dissolver músicas próprias em show’s que também traziam cover no repertório. “O Mescalha nunca fez nenhum Especial, por mais que a gente toque cover em shows, sempre nos preocupamos em inserir composições nossas”, reforçou Vitor, baterista da banda.

Sobre o show no Demo Sul, eles prometem não aparecer com nenhum cover, além de garantirem muito empenho na seleção das músicas e até na escolha do figurino. Tudo com o intuito de trazer uma apresentação ímpar ao público que frequentará o festival. “Não dá para tocar rock anos 70 de boné e bermuda, né?!”, descontraiu o baixista Paiva. 

De fato a coletiva trouxe uma entrada que aguçou todas as papilas gustativas que agora, mais do que nunca, anseiam pelo prato principal. Com uma manhã de entrevistas tão legais como a de hoje, fica muito difícil não criar expectativas acerca do que vem por aí no próximo mês. É como se já púdessemos prever o que será saboreado daqui a pouco tempo.
 Nos resta esperar e, enquanto o festival não chega, continuar acompanhando os textos,vídeos e fotos que a galera da cobertura colaborativa vai postando aqui. Acreditem-me: o trabalho dessa galera vai continuar aflorando o paladar de todos aqueles que não vêem a hora de receber o prato principal!



(PS: Aos que me perguntaram, os vídeos da coletiva de hoje em breve estarão no ar, assim como os das entrevistas dadas nos dias que rolaram as prévias!)


Um comentário:

Marcelo Domingues disse...

legal Thamiris.
sobre o Thunder, eu acho que a formação é outra. Mas ele (o Thunder) está com outra banda super bacana que já estamos pensando em trazer em breve.

bjão, Marcelo D.